Empowerment #1


# 1 |Entre-ajuda e Empatia|



Uma carta de uma mãe a outra mãe. Uma mão amiga que se estende a outra prestes a passar por um tunel escuro e confuso. Mas há luz ao fundo, há luz. 

'Bom dia Joana,

Não precisas agradecer-me, estou aqui sempre que precisares, como mãe já me sinto tua amiga, desculpa, mas posso tratar-te por tu??? Fica bem mais facil... 

Quando dizes que te sentes sufocar...sei do que falas, se sei...mas chora sempre que tiveres vontade...posso dizer-te que muitas vezes no trabalho ia para a casa de banho chorar... e tinha que abafar o choro e os gritos por não suportar tanta dor... senti a tua dor, sinto-a agora que estou a reviver contigo todos esses momentos, depois essa dor vai e vem conforme os dias, aprenderás a viver um dia de cada vez.... Tenta não ouvir tudo o que dizem...quando dizes que ainda passaste a proteger mais o Diogo, é normal, não te sinas culpada, nem te sintas super protetora, nós somos mesmo assim...

Uma vez na Estefânia um dos médicos respondeu assim aos meus receios de mimar demais o Pedro, "Os mimos nunca fizeram mal a ninguém mãe"... portanto o autismo não está relacionado com mimo a mais... ou protecção a mais... obviamente que tens que aprender a dar-lhe as ferramentas pra ele crescer, mas isso vais aprender a fazer.

Vocês vivem mesmo em Abrantes?? Têm hipótese de ter um cão??? Era importante o contacto com um animal, principalmente um labrador ou um Golden retrivier... daqui a uns tempos pensem nisso.

Acho que já te encontrei no facebook, enviei um pedido de amizade, és muito bonita :) O Diogo deve ser um bebe lindo como o meu Pedro, essa é uma das características nos meninos com autismo, cheguei a pensar (e falando em Deus) que Deus me tinha "castigado" por eu ser tão vaidosa por achar que o meu filho era o bebe mais lindo de todos... Questionei-o também a Ele porquê eu??? Porquê o meu filho??? Algum tempo depois tive a resposta, sim só podia ser eu, eu que sempre defendi as pessoas desprotegidas, eu que tenho uma familia que me ama muito, eu que ia pra escola meia hora mais cedo porque tinha no monte um rapaz com Trissomia 21 que só ia p a CERCI Beja se eu o levasse até ao autocarro...então quem melhor do que eu para amar como amo um menino diferente??? Encontrarás também dentro de ti a resposta, agora é normal que te sintas zangada com Deus...também me senti assim...

A APPDA Lisboa, onde o Pedro está durante o dia, desde os 11 anos, depois de ter frequentado uma sala de ensino estruturado que eu consegui abrir na minha zona numa das escolas de ensino regular (porque na altura as respostas eram zero...), é uma associação que nasceu há uns 30 anos e que não evoluiu muito mas é ainda o ultimo reduto no apoio a jovens e crianças com autismos, têm terapeutas que fazem o apoio nas salas que agora existem por todas as escolas da zona de Lisboa. Conheço bem 3 dessas terapeutas, que já me acompanharam na altura do Pedro pequenino e somos quase família. Se precisares falarei com elas para te fazerem uma avaliação do teu menino. Quem foi a médica que te deu o diagnóstico? Espero que dia 10 tenhas boas notícias e que o Diogo seja apenas um caso de autismo leve e que daqui a uns tempos estaremos a falar que o pesadelo passou. Tem fé minha querida.

Beijinho Enorme para ti e para o teu filhote, e para o pai.

A mãe,

Lucília'

(Alguns dados foram alterados para respeitar a privacidade de alguns intervinientes.)





Sónia Pereira de Figueiredo

Sónia is the founder and writer of Amniotico- Parenting, Travel and Tales. She began this blog in 2005 with two posts about parenting, the year she had daughter Francisca. Then life happened. Now since 2014 with a whole new focus on Parenting and Travel. Sonia is also an international Human Rights and Elections expert and as such has worked with the United Nations and European Union in many parts of the globe, including conflict and war torn countries while being a single mom!

No comments:

Post a Comment