Love who you are

|Amar o que somos, e como somos|

Não me canso de dizer, e ainda se fala tão pouco em Portugal, que devemos ensinar as nossas crianças a terem hábitos saudáveis claro mas acima de tudo a aceitarem-se e amarem os próprios corpos!

Amar quem são, amar os seus  corpos tal como são, desta forma não irão criticar nem humilhar outros por terem curvas mais generosas, marcas de nascença etc...lembro-me sempre de ver enquanto fazia zapping num daqueles programas reality show em Portugal a apresentadora não só permitir a humilhação de uma concorrente por estar 'mais cheinha' como também contribuir activamente para a sua humilhação pública. Lembro-me de me encolher no meu sofá com a crueldade alheia e de pensar, nos dias que se seguiram ao ver outras figuras públicas em tempo de TV criticarem os quilos a mais ou a menos, a rugas, os trajes de outros...lembro-me de pensar na minha filha, pequena, linda de cabelos ao vento, menina alta mas com curvinhas apetitosas, e lembro-me do fato de ballet e de eu própria me preocupar em como tinha de controlar o seu peso...cheguei inclusive eu própria a lembrar-lhe no altos dos seus 4, 5, 6 anos que teria que ter cuidado...como me arrependo disso! (suspiro)...eu própria tenho lutado com o peso nos últimos anos, lutado para ora me aceitar ou fazer algo para mudar, mas eu tenho 37 anos...desses pelo menos durante a minha infância lembro-me da constante pressão que outras pessoas exerciam em mim, e como a minha mãe lutava para eu me aceitar, para  me amar...levou muitos anos para que eu ultrapassa-se o 'trauma', e é até engraçado que hoje com  quilos a mais me aceito mais do que quando estava em forma. Mas isso não muda o facto de eu ter recentemente decidido mudar os meus hábitos, para hábitos mais saudáveis...mas implicou a mudança na relação que tenho com a minha filha e como quero que ela se aceite...todos os dias, lembro-lhe dos hábitos saudáveis, não falando, humilhando, mas simplesmente enquanto dou o exemplo, alterando refeições cortando o desnecessário (nem vale a pena dizer no quê, porque a esta altura do campeonato, TODAS nós sabemos bem o que há a cortar, certo??), mas acima de tudo TODOS os dias elogio-a, o seu corpo, o seu cabelo, a sua perspicácia, a sua inteligência, o seu humor (adoro!!), o seu sorriso (dentinhos de coelhinha mais linda coisa de família), e elogio outras crianças que vamos vendo em filmes e que têm corpos cheinhos lindos de felicidades, crianças com sorrisos atrapalhados e tímidos mas lindos como o sol...e mais difícil, comecei a elogiar-me enquanto me olho ao espelho no alto das minhas curvas! (não é fácil, é um exercício diário)...TODOS os dias falamos que a beleza está em tudo e em todos, basta olharmos, aceitarmos e respeitarmos-nos e aos outos...o mundo não seria um lugar melhor se todos nos aceitássemos, nos amassemos-nos, e aceitássemos o outro na sua diferença e beleza singulares?



Sónia Pereira de Figueiredo

Sónia is the founder and writer of Amniotico- Parenting, Travel and Tales. She began this blog in 2005 with two posts about parenting, the year she had daughter Francisca. Then life happened. Now since 2014 with a whole new focus on Parenting and Travel. Sonia is also an international Human Rights and Elections expert and as such has worked with the United Nations and European Union in many parts of the globe, including conflict and war torn countries while being a single mom!

No comments:

Post a Comment